FRAUDE ELEITORAL EM SOMBRIO

Vereadores são cassados por fraude eleitoral

FRAUDE ELEITORAL – Quatro vereadores do MDB, um do PSB e outro do PSDB foram cassados pelo TSE por fraude eleitoral na eleição de 2016. Eles usaram candidatas mulheres para garantir maior número de candidaturas para o legislativo municipal. O afastamento é imediato, tão logo a Câmara de Vereadores seja notificada judicialmente. Os vereadores podem recorrer, mas deverão se afastar da função.

 FRAUDE ELEITORAL
Vereadores Cassados em Sombrio – SC

FRAUDE ELEITORAL

A ação que pedia a cassação da chapa provou que candidatas mulheres só colocaram o nome para ocupar as vagas que a lei determina e assim poderem colocar mais candidatos homens e somar mais votos. Sem não houvessem essas candidatas, a chapa teria de ter menos candidatos homens o que poderia influenciar no resultado da eleição proporcional. Isso configurou fraude eleitoral.

Os vereadores foram cassados em dois processos distintos, já que integravam coligações distintas, mas todas que apoiavam o então candidato a reeleição Zênio Cardoso (MDB).

Com a cassação a chapa de candidatos do PDT, que não havia alcançado o coeficiente eleitoral, poderá ocupar duas vagas na câmara, enquanto os vereadores que formaram a chapa com os partidos PP, PT e PSD, ficará com as outras nove cadeiras.

Isso também muda o cenário eleitoral para 2020 e deixa o prefeito Zênio Cardoso com muita fragilidade e passará a ter uma relação problemática com o legislativo, especialmente no que se refere à aprovação de suas contas.

Deixe uma resposta